domingo, 4 de maio de 2008

Relato: Orkontro no Rio

As horas passaram demoradas para um grupo especial de fãs que foi ver de perto o ídolo Mauricio de Sousa no estande da Panini, na XIII Bienal do Livro, no Rio de Janeiro. Enquanto o Mauricio distribuía autógrafos para uma fila interminável de fãs, a galera da comunidade da Turma da Mônica no Orkut aguardava a sua vez.

Foi no dia 15 de setembro de 2007. Após quase um ano de espera, a turma da Internet se reuniu novamente no 2º Orkontro da comunidade. Veio gente de toda parte, alguns para se conhecer pessoalmente, outros se reencontrar, mas todo mundo para ficar bem pertinho do Mauricio.

Já na Bienal, os fãs foram quebrando o gelo – como é difícil reconhecer as pessoas sem a foto do perfil. A turma de São Paulo encontrou a do Rio e foi aquele bate-papo gostoso. Vários tópicos da comunidade entraram na pauta de discussão, mas o que todos esperavam mesmo era chegar a hora da festa que reuniria fãs e ídolo. “A idéia inicial era fazer uma festinha com o pessoal do Rio, um quizz e distribuir alguns kits da turma da Mônica”, disse Denise Bacellar, a Deninha, uma das organizadoras do Orkontro. “Aí conversei com o Mauricio para pedir os kits, mas quando falei em ‘festinha’, não deu nem pra completar a frase e ele foi falando: ‘Oba, festinha! Eu vou!”.

A “festinha” se transformou no 2º Orkontro, a reunião oficial e “real” de um monte de amigos virtuais. Junto com a Deninha, o Bruno Herbstrith ajudou nos preparativos no Rio de Janeiro. A idéia, claro, chegou à comunidade e todo mundo se interessou em participar. Teve gente que veio de Curitiba, de Salvador, de Brasília, além da caravana de São Paulo. “Foi uma correria só, tivemos apenas 15 dias para preparar tudo, mas valeu muito a pena”, contou Bruno.

Estava chegando a hora do pessoal se reunir na tal festinha. Aos poucos foi chegando gente na casa do Marcelo Albuquerque, um dos membros da comunidade. Todo mundo se encantou com o cartaz do 2º Orkontro, “Uma reunião que não está no gibi”. Alguns ajeitaram os detalhes da decoração, outros ajustaram o computador para tocar as músicas. E não é que a Internet estava conectada. Ao vivo, o pessoal escreveu na comunidade os detalhes da festa. Rolou ainda uma sessão de autógrafos entre os amigos que participaram do 1º Orkontro e apareceram em uma historinha dedicada especialmente a eles (Orkontro no Parque, gibi no 3 do Turma da Mônica: Uma aventura no Parque da Mônica).

Então, no tópico sobre o orkontro, alguém escreveu: “Informação fresquinha: o Mauricio acaba de chegar para a festa!”. Todo mundo se juntou para cumprimentar o ídolo. Não bastou a tarde de autógrafos na Bienal, agora era a turma do Orkut que queria um desenho feito pelo Mauricio. Do Capitão Picolé, primeiro personagem do desenhista, ao Alfacinha, as criações de Mauricio foram surgindo novamente.

Foi organizado um quizz para testar o conhecimento dos fãs sobre a Turma da Mônica. O próprio Mauricio fez pergunta por pergunta. “São perguntas fáceis, estão em todos os gibis nos últimos 40 anos”, brincou. O roteirista Flávio Teixeira até que tentou passar cola fazendo mímicas, mas não houve jeito, tem gente que não sabe que o Mister B é na verdade o Bugu ou que o verdadeiro nome da Cascuda é Gabriela Silva. “Gabriela Silva? Vocês estão de brincadeira comigo”, se divertiu Sidney Gusman, o jornalista dos Estúdios Mauricio de Sousa. No final, o Vicente Marinho acertou que o maior medo da Marina são cachorros. Parabéns! Ganhou um ano de assinatura da Turma da Mônica.

O quizz foi uma brincadeira tão divertida que, ao final da festa, o Mauricio começou a maturar a idéia de usá-lo mais vezes. E antes de ir embora, resumiu a 2º Orkontro: "Deveria ser chamado 'bomkontro', é uma excelente oportunidade de rever os amigos, fazer amigos e planejar amigos”. Sobre a comunidade, ele falou da importância da opinião de cada fã para dar rumo aos trabalhos no estúdio. “Alguns temas debatidos na comunidade vão direto para a mesa de reuniões dos roteiristas.”

Após a sessão de fotos, a festa foi chegando ao fim. O Mauricio se despediu de seus velhos e novos amigos. Todo mundo se reencontraria novamente na Internet, de volta às letrinhas e a foto do perfil. O assunto permaneceria por muito tempo na discussão on-line até os preparativos do 3º Orkontro, possivelmente em Curitiba. Até lá, nos encontramos na comunidade.

Um comentário:

dani-l disse...

ahhh!!! q legal!!!! lendo essa descrição do 2º orkontro aumenta mais a vontade de ir num orkontro!!! mas se tudo der certo eu vou no do ano que vem!!!!